terça-feira, 27 de abril de 2010

O PODER DA BERINGELA

Ela é rica em antocianina, substância que atua como um antioxidante natural, diminuindo a ação dos radicais livres e ajuda a proteger o organismo dos danos celulares.
Linda, brilhante e colorida. Não é mero acaso que vez por outra ela empreste o nome aos caprichos da moda. De um roxo vigoroso e inconfundível, a berinjela, nasce de uma hortaliça arbustiva da família das Solanáceas, da qual são consumidos os frutos (igual ao primo tomate). Embora a mais famosa seja a de casca roxa e formato ovalado, há berinjelas brancas, amarelas e rajadas, além de formatos que vão do redondo ao mais alongado.

Originária da Índia e introduzida na Europa pelos árabes, o alimento está presente nas mais variadas delícias da culinária mundial. Por causa da consistência bem parecida com a da carne, é muito usada até na preparação de pratos vegetarianos. A berinjela pode ser consumida cozida, assada, frita, grelhada, em conserva, recheada e refogada. O valor calórico e os nutrientes vão variar de acordo com o preparo. Crua são apenas 16 calorias a cada 100 g. Rica em água (93%), potássio (200 mg/100 g) e fibra alimentar (2,5 g/100 g), tem ainda cálcio e fósforo, só que em concentração menor.

Mas o que faz da berinjela um alimento importantíssimo para a saúde é um tipo de fitoquímico da família dos compostos fenólicos, chamado antocianina. É ele o responsável por dar aquela cor púrpura e brilhante à casca. Estudos recentes revelam que esta substância atua como um antioxidante natural, diminuindo a ação dos radicais livres, além de ajudar a proteger o organismo dos danos celulares. A berinjela costuma ser indicada em dietas que visem baixar a tensão arterial.

Dicas preciosas

Salgar as berinjelas antes cozinhá-las ajuda a eliminar o sabor amargo e reduz a umidade. Com a polpa menos densa, ela absorve menos gordura. Para isso, corte as berinjelas em rodelas ou cubos, salpique-as com sal e deixe-as em repouso durante 30 minutos. Depois, passe na água e enxugue com papel toalha para então cozinhá-las.

Ao cortar uma berinjela, faça-o sempre com faca de aço inoxidável. O aço comum oxida rapidamente a polpa, deixando-a escura.

Ao comprá-las procure as mais firmes, com pele brilhante e sem manchas. Não compre as que estiverem verdes e prefira as que ainda tiverem o pedúnculo e cálice.

A berinjela deve ser armazenada inteira e com casca até o preparo para que não haja perda de nutrientes e alterações sensoriais. Na geladeira, deve ficar no máximo, quatro dias.

Para evitar a perda de nutrientes também deve-se evitar cozimentos prolongado e em altas temperaturas. Se for cozida em água, o volume da água de cozimento deve ser o menor possível.


SUPERAPETITE

Berinjelas com Alcaravia (Kummel)

Ingredientes
2 colheres (sopa) de óleo
¼ de toucinho defumado (picado)
1 cebola média (cortada em fatias)
1 colher (chá) de alcarávia (Kümmel)em grãos
2 colheres (chá) de vinagre
sal a gosto
½ kg. de berinjela (cortada em cubos)

Preparo
Coloque numa frigideira todos os ingredientes com exceção da berinjela. Leve ao fogo médio até que o toucinho e a cebola estejam dourados (aproximadamente cinco minutos). Abaixe o fogo, ponha a berinjela e cozinhe com a tampa por aproximadamente 15 minutos. Mexa de vez em quando.


Berinjelas refogadas


Berinjelas refogadas e com alcaravia

Ingredientes
½ kg. de berinjela
1/3 de xícara de azeite ou óleo
2 colheres 9sopa) de azeite ou margarina
¾ de xícara de água
sal e pimenta do reino a gosto
salsinha (picada)

Preparo
Corte as berinjelas em fatias e depois ao meio. Polvilhe com sal e deixe descansar por 30 minutos. Escorra.Esquente o óleo ou manteiga na frigideira e frite a berinjela até dourar. Acrescente a água, o sal e a pimenta e cozinhe mexendo até que as fatias estejam macias. Salpique a salsinha picada por cima.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente e fique a vontad para expressar sua opnião

Postar um comentário